Páginas

Blog literário criado em 29/08/2008, na cidade de Blumenau-SC.


1 de set de 2008

Discurso de posse na Academia de Letras Blumenauense

Fritz Muller

Digníssimas autoridades já citadas pelo cerimonial, ilustres convidados, nobres acadêmicos, colegas neófitos que comigo partilham deste momento mágico e solene em que somos admitidos no seio desta ilustre instituição cultural, senhoras e senhores, boa noite.

Brindou-me o destino, através da ação dos agora colegas acadêmicos, com a honra de ter como patrono, Fritz Muller. Aquele cuja obra, nas palavras de Roquette Pinto, pela sua originalidade e alcance filosófico, pela repercussão que teve, é um dos maiores monumentos científicos criados na América do Sul.
Johan Friedrich Theodor Mueller nasceu em 31 de março de 1822 na Alemanha. Faleceu em 21 de maio de 1897, aos 75 anos em Blumenau. Filho de um pastor e uma dona de casa, foi o mais velho de cinco irmãos. Tanto da parte de pai, como da mãe a família era talentosa nas ciências, sendo formada por inúmeros intelectuais.

Em 1841 matriculou-se na Universidade de Berlim onde se dedicou especialmente à matemática e à história natural. Seu raro talento para o desenho já chamava a atenção.

Em 14 de dezembro de 1844, aos 22 anos de idade, obtinha o grau de Doutor em Filosofia com a tese "Sobre as sanguessugas da região de Berlim".

De acordo com Cezar Zillig, sem ter grande simpatia pela Medicina, Fritz Müller resolveu estuda-la. Tencionava ser médico de bordo a assim realizar seu sonho de conhecer terras distantes e ver como a natureza nos trópicos se apresentava. Jamais recebeu seu diploma de medicina por negar-se a fazer um juramento, que julgava falso, por conter conteúdo religioso incompatível com suas convicções.

Em 1848, aos 26 anos, veio a encontrar a que seria a companheira de sua existência Karoline Tüller, oficializando sua união no ano seguinte.
Conheceu Dr Blumenau na casa de seu tio. Como Dr Blumenau era um entusiasta do Brasil, convenceu Fritz Muller a vir ao nosso país e não ao Chile como tencionava.

Em 17 de maio de 1852, com 30 anos de idade, embarca, com seu irmão August, a bordo do Florentin para São Francisco do Sul. Viveu 11 anos em Desterro e 34 em Blumenau.
Ainda, de acordo com Roquette Pinto a relação de trabalhos científicos de Fritz Muller, publicados de 1844 até 1899, portanto dois anos após o seu falecimento conta com 248 memórias ou monografias, faltando noticias de mais 11 originais até hoje perdidos. Gozava de grande reputação entre a comunidade científica da época principalmente após a publicação de sua obra Pró Darwin.

Com este trabalho Fritz Muller mostrou que o desenvolvimento embriológico individual representa uma curta e rápida recapitulação do desenvolvimento histórico das raças, apresentando uma prova concreta das concepções da teoria da evolução das espécies através do mecanismo de seleção natural de Charles Darwin. Fritz Muller realizou suas pesquisas com larvas de crustáceos colhidos na costa catarinense.
Com Darwin estabeleceu forte relação científica, através da troca de correspondência.

Peço permissão à Fritz Muller para, usando da liberdade de criação dos escritores, afirmar que encontro uma similaridade entre nossas existências. Não nascemos em Blumenau, mas é aqui e daqui que construímos nossas carreiras. Ele como naturalista e eu como oficial da Polícia Militar de Santa Catarina.

Por isso, rogo ao Grande Arquiteto do Universo, Autor de todas as coisas que me ilumine para que possa honrar o nome de Fritz Muller e a cultura através das letras.
Obrigado a todos!

Paulo Roberto Bornhofen
Escritor e Poeta
14/04/2008

0 comentários: