Páginas

Blog literário criado em 29/08/2008, na cidade de Blumenau-SC.


31 de ago de 2008

Credo, Sai Satanás

O homem é muito ligado às coisas do sobrenatural, ao desconhecido. O livro mais famoso a tratar do tema, a Bíblia, é riquíssimo nestas passagens. Está lá uma série de eventos, tais como o mar que se abre, a multiplicação dos pães, a ressurreição dos mortos e muitos outros.

Na maioria das culturas e dos povos, acho que em todos, existe algum evento que está ligado com estas coisas do sobrenatural, mais especificamente com a volta dos mortos. Consta na bíblia que a ressurreição dos mortos era obra das forças do bem, representada por figuras santas. Na mitologia grega existe a figura da Fênix, ave que ressurge das cinzas. Por sua vez, a literatura e o cinema exploram o tema através do terror, com enredos do tipo a volta dos morto-vivos e por ai vai. Até a ciência já fez sua parte, pelas mãos da indústria farmacêutica que criou a tal pílula azul. Aquela que tem feito a alegria do povo com sua capacidade de dar vida a muito morto-vivo que andava cabisbaixo por ai.

Pois bem, não vamos parar por ai. Nossos políticos, que são pródigos em parir aberrações, não poderiam ficar de fora e deram sua contribuição, ressuscitaram um morto, ou melhor, uma morta, a CPMF, só que com nome novo a tal de CSS. Pois é, o nosso governo, aquele que exulta ao difundir que “nunca na história deste país...”, cria, ou melhor, busca no mundo dos mortos a sua criatura: CSS, contribuição social para a saúde. Criam mais um filho do “coisa ruim”. Não se trata de entrar na discussão da importância de tal contribuição, mas sim na forma espúria como foi gerida e parida.

O enredo da tal CSS ficou tão horrível, algo mais para os zumbis, que para Fênix, que até o governo está virando as costas para ela, ou pelo menos finge que está. Aquele senhor barbudo, amável, o tal senhor “paz e amor”, o mesmo que vive dizendo que “nunca na história deste país...”, não quer assumir a paternidade do morto-vivo. Diz que não tem nada a ver com isso, que o problema é do lado de lá, ou seja, do bando que a ressuscitou. Alguém acredita? O barbudinho que fala engraçado (como é divertido ser politicamente incorreto com os políticos incorretos) olhou para a criatura, a tal da CSS e disse: Credo, Sai Satanás! Bem, se não disse, podia ter dito. Na verdade não sei se ele disse ou sequer pensou, mas isto é irrelevante.

O problema que a CSS vai assombrar a todos, os que ganham pouco e os que ganham muito, e principalmente, os que precisam esconder o muito que ganham. A CSS vai pegar geral e vai sobrar pra todo mundo. É o Capitão Nascimento tributário.
Eu fico pensando se existe alguma inspiração bíblica para o que os nossos políticos fizeram, fazem e vão fazer. Se existe, me assusta. Já imaginaram se eles, os nossos políticos, resolvem recriar outras passagens bíblicas, tais como as 10 pragas do Egito? O que será de nós? Quem vai nos proteger? Se bem que pensando melhor não vai ser tão terrível assim, já estamos acostumados, pois já convivemos com a besta do apocalipse, até sabemos onde mora e o seu número. Eu hein?! Preciso me benzer. Credo, Sai Satanás!

Paulo Roberto Bornhofen
Escritor e poeta
2008

0 comentários: