Páginas

Blog literário criado em 29/08/2008, na cidade de Blumenau-SC.


1 de set de 2008

Discurso de posse na Academia de Letras de Canelinha

BERTOLDO MANOEL CIRILO

Senhoras e senhores, boa tarde. Gostaria de saudar de forma especial os colegas escritores que hoje tomam posse na Academia de Letras de Canelinha. É uma grande honra poder fazer parte deste momento tão grandioso quando a Academia de Letras de Canelinha é instalada e sou agraciado como sendo um de seus integrantes através da cadeira de número treze que tem como patrono Bertoldo Manoel Cirilo, ilustre filho desta terra.

Bertoldo Manoel Cirilo, é natural de Canelinha (Centro do Moura), nascido em 08de junho de 1924. Filho de Manoel Marcos da Silva e Jovina Amélia Marcos. Viveu até casar-se, no Moura, tendo trabalhado na agricultura e pecuária. Casou-se com Benina Simas Cirilo, indo então morar em Canelinha, exercendo a profissão de comerciante. Teve 8 filhos, sendo que 5 ainda vivos.

Iniciou-se na política como vereador. Foi eleito como representante do distrito de Canelinha junto à câmara de vereadores do município de Tijucas. Em 3 de dezembro de 1962, através da lei 855, pelo então governador Celso Ramos, foi criado o município de Canelinha que foi desmembrado de Tijucas, tendo sido nomeado prefeito provisório. Em abril de 1963, afastou-se do cargo para concorrer as eleições municipais de outubro, sagrando-se vencedor pelo partido do PSD.

Como prefeito, sua batalha foi árdua, pois tudo estava para ser feito e os recursos eram precários. Teve grande apoio e ajuda do deputado Valter Vicente Gomes e do governador Celso Ramos.

Sua maior obra foi abrir estradas, ligando assim a área rural ao centro, dando condições do escoamento da produção agrícola. Conseguiu também a construção de escolas por todo o interior, inclusive a principal delas, de 1ºgrau Tomé de Souza.
Mais tarde fixou residência em Tijucas permanecendo até sua morte ocorrida em 05 de maio de 1989.

Para fazer jus a confiança em min depositada pela comunidade das letras de Canelinha peço ao Grande Arquiteto do Universo, o nosso Deus, que me ilumine. A todos, muito obrigado!

Canelinha, 20 de julho de 2008

Paulo Roberto Bornhofen
Escritor e Poeta

0 comentários: